Sobre mim

Olha só, uma página todinha sobre mim. Que honra!

Já aviso que não sou muito boa nisso, em falar assim de coisas particulares pra qualquer um ler. Na verdade, é até bem estranho pra mim.

Mas vamos lá, vou tentar resumir um pouquinho sobre… tudo isso aí. Ou, pelo menos, a parte que importa mais da história. Tente ler tudo, talvez você se identifique!

Eu sou médica, coach de saúde e psicanalista em formação. Mas isso você já sabe. E como eu cheguei aqui?

Bom… Aconteceram muitas coisas. O que eu faço não é só exatamente um trabalho, mas sim o exercício de coisas em que acredito muito, então meio que minha vida inteira contribuiu pra essa construção, claro.

É bom contar que sempre me senti um pouco deslocada do mundo, como muita gente por aí deve se sentir também. E que eu fiz a formação em medicina, sim, e briguei muito com ela durante o processo. E briguei comigo mesma também.

Fiquei muito frustrada um tempo. Enfrentei um espectro de transtornos alimentares, minha autoestima foi prejudicada, desenvolvi vários conflitos com a comida e com o meu corpo e tive muito mal estar em geral. Essa parte foi bem ruim, vamos deixar resumida assim.

Mas aí melhorou (não foi mágica!).

image

Eu errei e aprendi muito, principalmente sobre mim. Entendi, finalmente, que a minha necessidade de controlar a alimentação, meu peso e minha imagem eram apenas consequências de querer estar sempre no controle de tudo, e não me permitir errar ou falhar. Uma necessidade nascida da tentativa de me encaixar em um padrão que não era o meu. Perfeccionismo que tentava atender expectativas que nunca foram minhas.

Entendi que, quanto mais reprimidas e insatisfeitas estamos, mais nos distanciamos de quem somos realmente – e que é preciso coragem, apoio e paciência pra fazer o caminho de volta.

Percebi, por tudo isso, como o autoconhecimento é um modo valioso de se encontrar no mundo.

Descobri também que a comunicação é uma das maiores ferramentas de que dispomos, e que as palavras têm muito poder. Para mim, a conversa técnica e terapêutica é um dos maiores meios de cura (e um dos mais divertidos), por isso o escolhi.

Acima de tudo, aprendi que é muito importante conhecer com a gente mesma funciona, cultivar autonomia e independência. E também que, muitas vezes, sentimentos que ignoramos ou comportamentos que passam despercebidos podem atrapalhar muito a nossa vida. Dar atenção a eles é a chave para ser cada vez mais livre, consciente e capaz.

Encontrei na estratégia de coaching uma maneira de alcançar e ajudar mulheres que estão em conflito consigo mesmas, criando uma parceria e desenvolvendo um trabalho em conjunto. Assim, fiz o curso de formação em coaching de saúde pelo Institute for Integrative Nutrition.

Unindo os conhecimentos e experiências das minhas formações com a vivência pessoal, o meu objetivo é ajudar mulheres que se sentem brigando consigo mesmas a ter mais autoconhecimento, bem-estar e a transformar comportamentos, através de estratégias que levam em conta a sua individualidade. O objetivo é simplificar as coisas e facilitar mudanças de forma cuidadosa e consciente.

Acima de tudo, a minha prática é sobre autoconhecimento, liberdade e criatividade.

Me manda uma mensagem para marcarmos uma conversa!

Assim, eu posso te contar mais sobre o meu trabalho e, quem sabe, se você sentir que é o que precisa neste momento, poderemos fazer esse caminho juntas!