DocesReceitas

DOIS bolos de chocolate, porque sim

Não faz muito tempo, eu estava pensando sobre as receitas que compartilho aqui – a maioria delas é de opções que não são convencionais, pode-se dizer até que são bastante alternativas, e foi inevitável me perguntar se compartilhar receitas assim não seria uma forma de incentivar restrições desnecessárias.

Como não sou cozinheira ou gastrônoma ou nada disso, e como o foco do site não é na culinária, escolho trazer pra cá somente algumas receitas, as que mais me chamaram a atenção pelos ingredientes ou pelo resultado ou qualquer coisa assim.
5962194334_33e0b6a7ca_zPorque, vocês sabem, eu gosto muito de receitas com ingredientes inesperados, substituições improváveis, ideias diferentes e resultados surpreendentes, sim. Mas acontece que eu também adoro as receitas convencionais! De verdade. Semana passada, fiz este bolo de maçã em casa, amei o resultado, comi e fui muito feliz. Mas eu não pensei em compartilhá-la aqui, simplesmente porque é uma receita que já está por aí, já está feita e compartilhada pela Maria. 🙂

E eu também como hambúrguer, batata frita (ó eu aqui, inclusive) e pizza, mas não costumo preparar nada disso em casa – prefiro ir a algum lugar comer, porque também tenho preguicinha de cozinhar algumas coisas, vocês sabem como é. E sei que tem gente por aí com muito mais talento pra fazer essas coisas do que eu, prefiro aproveitar!

Acredito que a maioria de vocês que me leem aqui já sabem: sou completamente contra essa coisa de dividir alimentos entre “bons” e “ruins”. Não  acredito que existe comida certa e errada. Aquele alimento que é chamado de lixo, besteira, junk food ou sei lá, adivinha só? Ele é comido por várias pessoas, por escolha ou necessidade. E sabe o quê? Nenhuma delas faz isso porque quer ser chamada de ignorante, comedora de lixo ou porque quer morrer. É isso aí, tá todo mundo querendo viver e ser feliz.

Então sim, eu sei que o consumo excessivo de refinados está associado a prejuízos à saúde, mas também sei que transtornos alimentares estão entre as doenças psiquiátricas com maior mortalidade registrada, então vamos tentar o equilíbrio, vamos?

Pronto, agora, a melhor parte: bolo de chocolate! Não um, mas dois. Achei que a ocasião deste post merecia o bolo de chocolate em duas versões, focando na combinação de chocolate, mel e laranja, que eu amo!

Uma das receitas leva farinha e gordura de coco, e a outra é feita com farinha de trigo e manteiga. Adoro ambas, e escolho qual quero preparar e comer de acordo com a minha vontade – às vezes, estou com vontade de algo mais integral e menos refinado; outras, quero algo beeeem tradicional, com gosto de casa e tarde de chuva. As duas são ótimas e nutrem, cada uma à sua maneira.

Você pode gostar só de uma ou só de outra, ou pode adorar as duas, tudo bem! Só se não gostar da combinação de sabores é que eu vou achar meio estranho, mas sei lá, né… sem ofensas.

Testem e me contem?

Ingredientes

½ xícara de manteiga em temperatura ambiente
¼ de xícara de açúcar mascavo
2 ovos em temperatura ambiente
¾ de xícara de mel (180ml)
1½ xícaras de farinha de trigo
½ xícara de cacau em pó
½ xícara de suco de laranja natural (120ml)
Raspas da casca de uma laranja
½ colher (sopa) de fermento em pó
½ xícara de gotas de chocolate (usei um chocolate 85% de cacau cortado em quadradinhos – pode omitir sem problemas ou mesmo substituir por nozes ou alguma outra coisa!)

 Modo de fazer

Unte e enfarinhe uma forma de cerca de 20 cm de diâmetro (não é um bolo muito grande, não) e pré-aqueça o forno a 180ºC.

Bata a manteiga e o açúcar mascavo com um fouet ou batedeira até ficar uma mistura bem cremosa e aerada, mais clara. Adicione os ovos, um a um, batendo bem a cada adição. Depois de tudo incorporado, acrescente o mel, misturando até homogeneizar. Peneire a farinha de trigo e o cacau em pó sobre essa massa, mexendo delicadamente com uma espátula, e então coloque o suco de laranja, incorporando tudo. Por fim, adicione o fermento e mexa com cuidado. Coloque na forma preparada e leve ao forno por aproximadamente 30 minutos ou até que um palito espetado no centro da massa saia seco e limpo!

Agora, vamos à outra opção…

Ingredientes

4 ovos
½ xícara de chá de manteiga (ou gordura de coco) em temperatura ambiente
¾ de xícara de chá de mel
½ xícara de chá de iogurte (120ml)* – leia a observação lá embaixo!
½ xícara de chá de farinha de coco (ou 1 e ½ xícaras de coco ralado*)
½ xícara de chá de cacau
½ colher de chá de bicarbonato de sódio
¼ de colher de chá de sal
Raspas da casca de uma laranja
Suco dessa laranja que você ralou a casca
½ xícara de gotas de chocolate (usei um chocolate 85% de cacau cortado em quadradinhos – pode omitir sem problemas ou mesmo substituir por nozes ou alguma outra coisa!)

Modo de fazer

Pré-aqueça o forno a 180°.

bolo
Aqui ele feito com o coco ralado no lugar da farinha de coco.

Bata os ovos inteiros com o mel e, em seguida, acrescente a manteiga (ou a gordura de coco), batendo até incorporar. Misture também o iogurte* e o suco da laranja até a mistura ficar uniforme. Em seguida, acrescente o cacau em pó peneirado e misture com cuidado até incorporar totalmente. Quando já estiver bem misturado, adicione a farinha de coco (ou o coco ralado*), misturando tudo. Nesse momento, peneire o bicarbonato e misture até ele estar completamente incorporado à massa. Por fim, adicione as raspas de laranja e as gotas de chocolate, tomando cuidado pra distribuir por toda a massa.

Asse numa forma preparada de 20cm de diâmetro, mais ou menos, por cerca de 30 minutos a 180°. Faz o teste do palito! Quando sair limpo, já sabe, só tirar e esperar um pouquinho pra ele firmar e poder servir. 🙂

* Se for usar o coco ralado no lugar da farinha de coco, experimente tostá-lo um pouco em frigideira (pode ser no forno também), até ele ficar mais seco e douradinho, o resultado fica melhor! Também sugiro não utilizar o iogurte nesse caso, não precisa. De toda maneira, essa substituição deixa o bolo mais úmido e menos denso.

Imagem: Reprodução Flickr