Talvez uma caponata de forno

Posted on Posted in Receitas, Salgados

Acho que essa aqui não é uma receita de caponata e não é de ratatouille, mas é uma delícia, juro!

Você não teria como saber, mas estou escrevendo esse texto logo depois de almoçar, tamanha a minha animação com o resultado dessa receita.

Explico: recentemente, resolvi que precisava variar o consumo de legumes e verduras aqui em casa e comprei vegetais sem saber muito bem o que faria com eles. Como estava inspirada (olha o perigo), também escolhi justamente aqueles com que eu não me dava tão bem, aqueles que nunca eram a minha primeira opção: abobrinha, berinjela e pimentão. Não é que eu nunca tenha comido um prato saboroso com eles, tá bem? Eu simplesmente não acertava repetir o preparo em casa, nunca ficava tão bom, acabava com um sabor mais ou menos, nada especial. Daí, acabei desistindo e focando naqueles que eu tinha certeza que iriam render um almoço gostoso.

Mas isso, amigas, foi só até hoje! Porque sim, eu consegui fazer uma receita de que gostei, e gostei muito. Depois de alguma pesquisa, cheguei a uma ideia que com certeza não é um ratatouille, mas acho que também não é exatamente uma caponata… Ela mistura os ingredientes e as técnicas dessas duas receitas. Uma caponata de forno, talvez? Eu não queria chamar de “vegetais assados”, porque ficaria meio sem graça e não combinaria em nada com o sabor do prato. O ideal mesmo é que essa receita também tivesse um nome especial, mas confesso que faltou criatividade e sobrou pressa pra vir contar pra vocês dessa delícia.
caponataEntão, é o seguinte: façam! Se tiverem vontade, podem até inventar um nome legal depois, mas não deixem de testar. Mesmo se você não gostar muito de algum dos ingredientes, porque eu garanto que essa é uma daquelas receitas abridoras de olhos e amplificadoras de mentes. E lembre-se que alimentos orgânicos, além de mais saudáveis, trazem muito mais sabor e qualidade para a sua receita, então dê preferência a eles. Valendooo!

Ingredientes

– 2 berinjelas médias
– 2 abobrinhas italianas médias
– 2 tomates maduros – Usei tipo Débora (sim, para quem não sabia, é um tipo!)
– 1 pimentão amarelo grande
– ½ cebola branca
– 4 dentes de alho
– 1 xícara de azeitonas sem caroço
– ½ xícara de chá de uvas passas
– ¾ de xícara de amêndoas inteiras
– ½ de xícara de azeite de oliva
– 1 colher de sopa de vinagre de maçã
– 1 colher de sopa de vinho tinto (opcional, mas fica muito bom!)
– 1 colher de sopa de açúcar
– Sal a gosto (usei aproximadamente ½ colher de sopa)
– Pimenta do reino a gosto
– Folhas frescas de manjericão (opcional)

Modo de Fazer

14553590797_59a2b0f2f4_zApesar do número de ingredientes, essa é uma receita bem simples e fácil, que depende apenas da sua organização na hora do preparo! Vamos por partes.

Pré-aqueça o forno a 180 graus. Separe uma assadeira grande (usei uma retangular de 50cm x 20 cm)
Comece amassando os dentes de alho ou deixando-os bem picadinhos.
Em uma tigela, coloque o alho amassado, azeite de oliva, vinho, vinagre, açúcar, sal e pimenta do reino. Misture até dissolver tudo e deixe descansar.

Inicie o corte dos vegetais. Se quiser, pode ir cortando e colocando-os direto na assadeira que vai ao forno, pra sujar menos coisas. Corte a berinjela e a abobrinha em cubos não muito pequenos. Abra o pimentão no sentido longitudinal e retire as sementes, cortando-o em fatias não muito finas. Abra os tomates e corte-os em quatro, retirando as sementes, e, em seguida, corte-os em fatias também. Fatie a cebola em formato de anel ou meia-lua. Corte as azeitonas em anéis.

Quando todos os vegetais estiverem na assadeira, adicione as amêndoas e uvas passas a eles e disponha a mistura de líquidos e temperos que estava descansando sobre tudo isso. Com as mãos, misture bem todos os vegetais, cuidando para que fiquem cobertos com a mistura de azeite.

Leve ao forno a 200 graus por 2 horas e 30 minutos pelo menos, mexendo ocasionalmente. Sim, é preciso que seja esse tempo todo! Ele é importante para que os vegetais caramelizem, e o sabor fique bastante intenso. Estará pronto quando os vegetais estiverem com a cor dourada e o líquido tiver reduzido quase completamente. Se quiser, pode finalizar com as folhas frescas de manjericão após retirar do forno.

Depois disso, é só comer e se maravilhar.

O rendimento é de cerca de 5 porções de acompanhamento e você pode guardar na geladeira em pote fechado por até uma semana!

Imagem: Reprodução Flickr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *