Saladas – 5 passos para se apaixonar por elas!

Posted on Posted in Alimentação, Estilo de Vida, Receitas, Salgados

Salada por opção e não por obrigação!

salady

A primeira queixa que escuto quando alguém está tentando comer mais salada é que ela é sem graça, e que deve ser comida por obrigação.
Senhoras e senhores desaprovadores de salada, eu terei que discordar: ela também pode ser deliciosa, é apenas uma questão de treinar seu paladar! Sendo assim, fiz disso uma missão pessoal e vim aqui defender a coitada e fazer algumas sugestões para que todos possam aproveitá-la. Claro que eu jamais apoiaria aquela idéia de viver à base de salada pura e água, tão comum em dietas restritivas, é algo que chega a ser cruel com o nosso organismo, e acho que é por isso que a salada tem essa imagem tão ruim na cabeça das pessoas. Mas acredito de verdade que uma salada colorida e bem temperada pode ser o início ideal para uma refeição deliciosa. Além de serem todas ricas em fibras, a maioria das folhas também vem cheia de vitaminas, minerais e enzimas, além de antioxidantes, no caso daquelas mais verde-escuras e roxas, o que adiciona uma boa dose de saúde a qualquer refeição.

salad4Mas e quando eu falo em salada, é só a combinação de alface e tomate que vem na sua cabeça, eu não me surpreenderia se não gostasse! Não que tenha nada de errado com esses ingredientes, mas ficar restrito a isso com certeza vai fazer com que se canse depois de alguns dias e, em algum tempo, não vai nem querer ouvir falar em comer esses dois. Se uma das vantagens da salada é justamente sua versatilidade, por que transformá-la em algo chato?
Verdade seja dita, eu nem sempre fui grande admiradora daqueles verdes mais amargos, como a rúcula ou o agrião, mas tenho melhorado bastante. Hoje como com muito mais frequência e realmente gosto do sabor da maioria delas, o que é um avanço enorme em relação à época em que eu não dava chance nem à alface.

Então não custa nada investir em mais folhas no prato, conhecer mais variedades, descobrir as suas preferidas e, mais rápido do que você imagina, seu paladar vai se adaptar e seu organismo vai pedir por mais. E sabe o que é melhor? Não dá para errar ao fazer salada! O número de possibilidades e combinações é tão grande que acho difícil você não encontrar alguma que te agrade. Sem contar que, para aqueles que não são muito íntimos da cozinha, é uma excelente forma de começar!

5 passos para uma salada deliciosa

1. A base

salad1Muito bem, o início é importante, é aqui que vão as folhas que darão volume à salada, e que serão responsáveis pela maior parte dos nutrientes. Sugiro utilizar uma mistura daquelas folhas mais neutras, como alface romana, alface americana, alface crespa, alface roxa, acelga, repolho branco ou roxo, endívia, couve-de-bruxelas etc. e aquelas com sabor mais forte: rúcula, agrião, escarola, couve, radicchio, entre outras. Com o tempo, pode aumentar a quantidade dessas últimas, conforme for se acostumando ao sabor!

2. Cores

salad7Diferentes cores estão associadas a diferentes nutrientes e propriedades dos alimentos, então uma salada colorida é uma ótima idéia. Pode adicionar cenoura, beterraba, rabanete, tomate, tomate cereja, pimentão vermelho ou amarelo, cebolas roxas, cogumelos… enfim, teste combinações e deixe a criatividade trabalhar! Outra opção que mantém o tema verde, mas contribui muito para os nutrientes é adicionar grãos germinados à salada, como feijão e alfafa.

3. Os extras

salad5Existem muitas coisas que você pode acrescentar para deixar sua salada mais gostosa e interessante! Os extras não vão compor a base do prato e devem ser adicionados em pequenas porções, mas você vai se surpreender com a transformação que eles fazem!
Algumas opções:

– Queijos – Parmesão, ricota, mozzarella… Uma pequena quantidade desses queijos já revoluciona o sabor da sua salada e torna a refeição muito mais interessante!
salad3– Frutas frescas– O sabor doce das frutas vai criar um contraste incrível com as folhas amargas, e sua adição vai deixar a salada ainda mais refrescante e nutritiva. Algumas sugestões: fatias finas de manga, fatias de kiwi, cubinhos de maçã ou pêra, morangos, uvas, gomos de tangerina ou pedacinhos de laranja.
– Castanhas e sementes – Crocância e sabor. Eu não precisaria de mais nenhum motivo para aceitar essa sugestão, mas a adição de um punhado de castanhas, amêndoas, nozes, gergelim, sementes de abóbora ou girassol ainda acrescenta uma porção de gordura saudável à sua salada!
– Outros – Azeitonas, alcaparras, tomate seco, uvas passas, cubos de abacate…

4. O tempero

saladxA maioria das dietas, quando sugere que você coma salada, adora trazer junto a advertência
para que tome cuidado com os molhos. Ah e, claro, para não utilizar nenhum dos extras que citei acima. Em resumo, a idéia é comer alface temperada com vinagre. Bom, pois eu faço questão de deixar bem claro que sou absolutamente contra uma salada sem o tempero adequado! E sugiro que use os extras também, afinal, ninguém quer uma salada sem graça.
Aqui vão algumas sugestões de molhos e temperos para a finalização do seu prato:

Molho básico
3 colheres de sopa de azeite de oliva extra virgem
1 colher de sopa de vinagre de maçã
Ervas secas de sua preferência, como orégano e manjericão
Sal a gosto

Basta misturar tudo e adicionar à salada! Se quiser fazer mais ou menos molho, é só aumentar ou diminuir a quantidade dos ingredientes, respeitando a proporção de 3 partes do azeite para 1 parte de vinagre. Esse molho pode ser feito em maior quantidade e guardado para uso posterior, pois não é perecível.

salad6Molho de iogurte e alecrim
-¼ de xícara de iogurte natural
– 1 colher de sopa de azeite de oliva extra virgem
– 1 colher de sopa de alecrim desidratado
– Sal a gosto

Misture todos os ingredientes ao iogurte até incorporar e tempere a salada. Pode guardá-lo na geladeira para usar no dia seguinte.

Molho de laranja e manjericão
– ¼ de xícara de azeite de oliva extra-virgem
– Suco de uma laranja
– Um punhado de folhas de manjericão
– Raspas da casca de uma laranja
– Sal a gosto

Rale a casca de 1 laranja bem lavada e reserve. Bata rapidamente no liquidificador ou processador o azeite, o suco da laranja que você usou para fazer as raspas e as folhas de manjericão. O ideal é que as folhas fiquem em pedacinhos e não sejam trituradas completamente. Adicione as raspas de laranja e o sal, utilize imediatamente.

Molho de mostarda e mel

– ¼ de xícara de azeite de oliva extra-virgem
– 2 colheres de sopa de mostarda de boa qualidade
– 1 colher de chá de mel
– Sal e pimenta do reino a gosto

Misture todos os ingredientes e pronto! Este molho pode ser guardado na geladeira para uso no dia seguinte.

Molho balsâmico

– ¼ de xícara de azeite de oliva extra-virgem
– 1 colher de sopa de vinagre balsâmico
– Sal a gosto

Misture tudo e tempere a salada. Esse também pode ser guardado por mais tempo, na geladeira.

Além de todos os molhos, adicionar ervas frescas na finalização da sua salada é uma ótima maneira de deixá-la mais saborosa e nutritiva! Manjericão, cebolinha, salsinha, erva-doce, tomilho e estragão são as que eu sugiro testar.

5. Transforme a salada em uma refeição completa

saladPara aqueles dias em que você quer um almoço ou jantar mais leve. Ou quando quer simplificar as coisas! Para os dias de pressa… Não importa muito o motivo, se quiser que sua salada seja o prato principal, basta acrescentar uma fonte de proteína. Pode ser frango desfiado, ovo cozido, camarões, atum em lascas, carpaccio de carne ou outra opção de sua preferência. É importante lembrar que para a salada sozinha ser uma refeição nutritiva de verdade, além da proteína, não podemos esquecer da fonte de gordura saudável, então invista nos extras e no molho para garantir um prato completo.

Essa é a época do ano perfeita para aumentar o consumo de saladas. Os dias estão mais quentes e o corpo pede refeições mais leves e refrescantes, então espero que as dicas acima sejam úteis para aqueles que querem diversificar a alimentação e também para quem vai começar a se aventurar agora com as saladas e suas possibilidades!

Imagens: Reprodução Flickr

5 thoughts on “Saladas – 5 passos para se apaixonar por elas!

  1. Oi, Felipe!

    Espero que alguma das dicas que compartilhei possam te ajudar. Eu prometo que é possível fazer saladas gostosas, basta descobrir mais sobre as combinações de sabores, texturas e temperos que você prefere. Depois conta aqui o que achou!

    Abraço 🙂

  2. Olá, sou um daqueles que comem salada por questões médicas, sinceramente não sei como alguém pode sentir prazer comendo salada, são poucas as folhas que gosto, como repolho, pimentões. Detesto folhas mais amargas, sobrepõem o sabor dos alimentos, sou um cotoco na cozinha, mais vou tentar alguma dica acima para melhorar minha salada.

  3. Oi, Caroline!

    A salada pode ficar montada, sim, até na noite anterior. Só não recomendaria já deixar temperada, porque ela pode murchar. O ideal seria levar o tempero em um potinho separado e temperar na hora de comer. 🙂

  4. Olá, por causa do meu trabalho faço o almoço no período da manhã pra comer no almoço. Posso deixar a salada montada completa até lá? Não estraga?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *